Dia a Dia Informativos TREINAMENTOS

A importância do Monitor de Sala de Aula

923.fw
0
Você com certeza já conhece ou ouviu falar dessa profissão. Mas você conhece bem quais são todas as suas atribuições, quais são os conhecimentos e habilidades que lhes são necessários e como treinar/preparar uma pessoa para ser monitor de sala de aula? Nesse artigo você vai conhecer tudo isso a fundo. Vamos lá!

Quem são e qual a função dos monitores de sala de aula

O profissional chamado de Monitor de Sala de Aula, ou em algumas escolas também chamado de Instrutor, exerce importante função dentro do ambiente escolar.

Antes de mais nada, as atribuições desse monitor vão variar muito de escola para escola. Neste artigo eu irei focar nos monitores de sala de aula de escolas que utilizam o método de curso livre interativo, como o método de ensino que a ADVANCE oferece: é um método de estudo individual, no computador, em um ambiente interativo e que conta com uma apostila de estudo. Porém, tudo o que for mencionado poderá ser aplicado em outras situações.

O método de ensino por meio dos cursos livres interativos elimina a obrigatoriedade de haver um professor dentro da sala de aula com alguma graduação ou formação específica. Em vez disso, se faz necessária a figura do Monitor de Sala de Aula para a execução de inúmeras tarefas, que vão desde a recepção e orientação aos alunos até o auxílio no estudo e a resolução de problemas. Eu vou listar todas essas tarefas a seguir para ficar mais fácil. Veja!

São funções do monitor de sala de aula

Recepcionar – Recepcionar cordialmente os alunos, guiá-los até a sala de aula e passar todas as orientações iniciais. Isso é ainda mais importante quando se trata de alunos que estão iniciando o curso (primeira aula). É importante aqui que o monitor desenvolva habilidades pessoais e as coloque em prática nesse momento. A hora de se despedir dos alunos também é importante e merece atenção.

Registro de frequência – É papel do monitor registrar as presenças e faltas dos alunos e esclarecer a eles a importância de comparecer às aulas para a obtenção da aprovação final e o certificado. É importante que os alunos com faltas consecutivas sejam contatados para se verificar o motivo das faltas e orientá-los a frequentar as aulas. Esse contato normalmente é feito via telefone, podendo ser feito pelo monitor, coordenador pedagógico ou outro profissional relacionado.

Notas e avaliações – Essa função é muito importante. O monitor deve estar atento ao progresso de cada um dos alunos no curso e, quando o aluno chegar etapas de avaliação, o monitor deve imediatamente dar uma atenção especial a este aluno. Deve-se orientar a como realizar o teste, qual o tempo que o aluno terá disponível, e se é permitido consultar algum material ou não. As questões da apostila devem ser corrigidas uma a uma e em caso de nota insuficiente, deve-se orientar o aluno a refazer a atividade e, depois, repetir o teste. O método de avaliação também varia de escola para escola, então, o importante mesmo aqui é frisar que é o monitor quem deverá conduzir esse processo.

Ajuda com o estudo – Durante o curso, é evidente que o aluno terá dúvidas. E é um direito deste aluno tirar essas dúvidas com o monitor da sala de aula. Essa função é extremamente importante pois o monitor precisa conhecer os cursos, estudá-los a fundo, para se tornar capaz de tirar quaisquer dúvidas que venham a surgir nos alunos.
Visto que são muitos cursos, o coordenador pedagógico (ou superior equivalente) precisa possibilitar aos monitores de sala de aula que façam os cursos e os estudem a fundo. Falarei sobre isso mais adiante nesse artigo, tudo bem?

Respeito às normas – Essa função é importante. Todos os alunos devem estar cientes de todas as regras válidas para dentro do ambiente da sala de aula. Informar e controlar o cumprimento de todas as regras é papel do monitor. Dicas para conseguir informar a todos sobre todas as regras: no primeiro dia de aula de cada aluno, adote como padrão informar todas as regras (de preferência, em algum panfleto ou anotação, para que o aluno não esqueça). Além disso, coloque avisos nas paredes da sala sobre as regras mais importantes, como por exemplo, “É proibido comer e beber dentro da sala de aula. Agradecemos a sua colaboração” ou então “Lembre-se de não falar alto e não exagerar na conversa para não atrapalhar o estudo de seus colegas”.

Dúvidas em geral – Aqui entram todas as dúvidas indiretas, que não são relacionadas com o conteúdo do curso que o aluno está fazendo. O monitor deve estar apto a responder todas essas questões. Veja alguns exemplos dessas dúvidas: “Meu amigo quer fazer um curso de informática, como ele faz para vir começar?”; “Onde é o banheiro e o bebedouro?”; “Aqui na escola tem o curso de Gestão Empresarial? Estou interessado em fazê-lo!”; “Minha mãe está tendo problemas com o pagamento do curso. Em que número de telefone ela liga?”.

Notou que muitas dessas dúvidas podem ser resolvidas com a simples resposta: “Certo! Perfeito! Vou levá-lo até a recepção e ela irá lhe orientar melhor, tudo bem?”.

Manutenção dos computadores – Deve-se agir de modo a preservar o bom funcionamento dos computadores e equipamentos e orientar os alunos sobre isso. Lembre-se que, normalmente, na sala de aula haverá alunos de 10-11 anos, que ainda não possuem muitos conhecimentos em relação aos cuidados com computador.

Qualquer comportamento que venha a danificar os equipamentos da sala de aula deve ser repreendido cordialmente (e de forma reservada, para não constranger o aluno) e os computadores que virem a apresentar defeitos devem ser encaminhados imediatamente para os técnicos de informática.

Preservação do ambiente – Além de preservar o bom funcionamento dos computadores e equipamentos, como visto no item acima, o monitor também deve estar atento a outras questões do ambiente da sala de aula, como limpeza das mesas, dos equipamentos, do ar-condicionado, entre outras coisas. Ele precisa se certificar que está tudo dentro dos padrões estabelecidos pela escola e, caso não esteja, deverá comunicar seu superior.

Conhecimentos e habilidades dos monitores de sala de aula

Legal! Agora que você já conheceu as atribuições (funções) dos monitores de sala de aula, que tal conhecer quais conhecimentos e habilidades são exigidos deles? O que eles precisam saber? O que eles precisam saber fazer? Veja só!

Conhecimento sobre o método de ensino e o conteúdo dos cursos

O monitor precisa conhecer muito bem o funcionamento do método de ensino utilizado pela escola. No caso do método da ADVANCE, ele precisa conhecer o simulador interativo detalhadamente, seu funcionamento etc. e ser capaz de passar todo esse conhecimento para o aluno. Além disso, precisa conhecer o conteúdo dos cursos ministrados (profissionalizantes, informática, idiomas etc.). Se os cursos forem muito variados, é evidente que alguns monitores terão mais predisposição para algumas áreas que em outras. Por exemplo, o Alex pode ter mais facilidade em tirar dúvidas em Web Design e Programação, enquanto que a Luana pode ser melhor em ajudar com cursos de Gestão Empresarial e Departamento Pessoal e o Pedro pode ser ótimo em inglês. Então, se um aluno quer tirar uma dúvida sobre um curso que outro monitor conhece melhor, não deve haver vergonha em pedir que este monitor o auxilie. Essa é uma dica importante.

Conhecimento sobre a escola

É preciso conhecer sobre a escola, sua atuação, seus departamentos, entre outras coisas. Isso é conhecer a empresa em que se trabalha e deve ser um requisito para qualquer colaborador de qualidade. Conhecer o todo, o ambiente em que se está inserido, é sempre benéfico ao colaborador e aos que se relacionam com ele.

Além disso, é fundamental conhecer a infraestrutura da instituição, suas salas de aulas, equipamentos, recursos, localização de banheiros, bebedouros etc.

Habilidades pessoais

As habilidades pessoais irão contribuir para o cumprimento eficiente de todas as funções do monitor. Sem habilidades interpessoais desenvolvidas, qualquer tarefa se torna mais difícil.

As principais habilidades pessoais exigidas aos monitores são: boa comunicação, empatia, saber se impor em determinados momentos, confiança, coerência, ausência de preconceitos, tratamento igualitário, controle emocional, capacidade de por a razão sobre a emoção, entre outras.

Como treinar a sua equipe de monitores de sala de aula

É bem provável que as escolas possuam uma equipe de monitores e não apenas um único monitor. Isso vai depender do número de alunos na sala de aula.

Minha dica pessoal é que se dimensione da seguinte forma: um monitor para cada 10 ou 15 alunos, no máximo. Uma sala de aula com 30 alunos, por exemplo, precisaria de ter 3 monitores para que o atendimento a eles seja realmente de qualidade. Observação: Lembrando que estou tratando de uma situação de curso livre individual, onde não há um professor na sala de aula. Caso seja um curso em turma com professor, essa conta não se aplica.

Sendo assim, é importante que o gestor dos monitores se atente aos seguintes pontos para manter a equipe em boa harmonia e desempenhando seus papéis com excelência:

Reuniões periódicas: Essas reuniões podem ser mensais. Devem envolver apenas a equipe de monitores e o seu gestor. Tratem de temas mais gerais, de interesse da equipe toda. Pontos mais específicos podem ser tratados eventualmente.

Tempo para estudos/atualizações: O gestor precisa disponibilizar aos monitores um tempo semanal para que eles se atualizem em relação ao conteúdo dos novos cursos que surgirem e se certificar que, durante esse tempo disponibilizado, os monitores estão de fato estudando.

Treinamentos específicos e gerais: Os treinamentos específicos visam desenvolver nos monitores habilidades ou conhecimentos específicos, seja em algum curso ou em situações específicas de atendimento aos alunos, enquanto os treinamentos gerais visam reforçar as funções dos monitores ou implantar mudanças no setor. Os treinamentos, quando bem realizados, dão a sensação aos monitores de que são valorizados, o que contribui para motivá-los.

Testes e treinamento para novos monitores: Se tratando de novos colaboradores na equipe, o treinamento deve ser específico para ele, de forma mais robusta e individual.

No momento da contratação, é sempre indicado realizar testes de conhecimento (testes escritos e testes orais). Dessa forma, o gestor é capaz de avaliar suas capacidades técnicas e de relacionamento interpessoal. É exatamente para identificar se a pessoa possui aqueles conhecimentos e habilidades que mencionei no início desse artigo, lembra-se?

Uma sacada legal no momento de contratar os monitores é buscar montar uma equipa que tenha conhecimentos variados. Lembra do exemplo do Alex, Luana e Pedro que eu dei antes, onde cada um tem mais aptidão pra uma área? Pois então… Mais vale ter um de cada em sua equipe, do que ter três Alex ou três Luanas. Pegou a ideia?

Bem, ficamos por aqui no artigo de hoje. Você gostou do conteúdo?

Se pintar alguma dúvida ou desejar deixar sua opinião, escreva-nos um comentário no espaço abaixo.

Continue nos acompanhando! 😊

Comentários

comentários

Dicas para divulgar e captar em escolas públicas e municipais
Criando campanhas no Facebook ADs
Leia também